Distensão da Panturrilha

INTRODUÇÃO

Nossos ossos são sustentados por uma combinação de músculos e tendões. Tendões conectam os músculos aos ossos. Uma distensão é o resultado de uma lesão tanto no músculo como no tendão. A distensão pode ser uma simples “esticada a mais” nessas estruturas, ou um rompimento completo (ou parcial) na combinação músculo-tendão, neste caso, da panturrilha (ou também, tríceps sural). Ela ocorre por causa do alongamento exagerado das fibras que formam os músculos, acompanhado da ruptura de algumas delas. É mais comum nos músculos da perna – especialmente na parte interna da coxa e na panturrilha. O alongamento exagerado é causado quando o músculo é exigido e alongado além de sua capacidade, geralmente como conseqüência de movimentos bruscos.

CLASSIFICAÇÃO

  • A distensão muscular é classificada desde o primeiro grau, no qual há pouco dano ao músculo e nenhuma restrição à extensão do movimento;
  • Ao segundo grau com maiores danos e inchaço; até o terceiro grau no qual há a ruptura completa do grupo muscular e limitação severa de movimentos. Geralmente, quanto mais dói, maior é a área do tecido muscular distendida.
  • O terceiro grau de distensão geralmente precisa ser tratado por um especialista, para ajudá-lo a superar a dor e o perigo de um dano duradouro se não houver a reabilitação apropriada e com paciência.

ETIOLOGIA

Pode ocorrer durante alguma atividade física, que exija imenso esforço de flexão plantar dos tornozelos e pés. Pode acontecer durante a corrida, o salto ou uma arrancada.

SINTOMATOLOGIA

À ocasião, o paciente apresentará dor imediata, na parte de trás da perna. Às vezes, é possível sentir ou escutar um estalo e o paciente relata “sensação de pedrada” na parte de trás da perna. O paciente sentirá dificuldades em ficar nas pontas dos pés. A panturrilha pode ficar edemaciada e com hematomas.

TRATAMENTO

Quando acontece uma distensão, o repouso do músculo afetado deve ser o procedimento número um. Continuar a movimentá-lo pode agravar a lesão e aumentar a dor. “É preciso colocar gelo no local o mais rápido possível, para diminuir a dor, a inflamação e o sangramento interno”. O tratamento com gelo deve ser repetido durante os primeiros dias.

O tratamento poderá incluir:

• Compressas de gelo na musculatura por 30 minutos, sendo que cada 8 minutos de gelo deve ser seguido de uma pausa de 3 minutos.  Pode ser feito a cada 3 ou 4 horas, por 2
ou 3 dias ou até que a dor desapareça,

• Elevação da perna colocando um travesseiro sob ela.

• Uma faixa elástica envolta na perna, para comprimir, evitando que o edema piore,
sempre vigiar a circulação dos pés e dedos. Em caso de piora da dor, ou qualquer prejuízo
da circulação, retirar a faixa,

• Muletas no caso de dificuladade para andar.

• Anti-inflamatórios de acordo com prescrição do médico.

• Fisioterapia, para tratar o tecido do músculo.

Enquanto a lesão não estiver, totalmente, recuperada, o esporte ou a atividade, realizada anteriormente à lesão, deverá mudar para que não haja agravamento da condição. Por exemplo: Nadar ao invés de correr.

Medicamentos como gel e pomadas para contusões não costumam ser eficazes nesses casos, uma vez que não conseguem penetrar até as fibras do músculo.

A movimentação do músculo, sempre com a supervisão de um profissional, é importante na recuperação, que leva de três a quatro semanas.

PROFILAXIA

Para prevenir a distensão muscular e outros tipos de lesão, a principal recomendação é fazer um aquecimento e, principalmente, alongamento antes do início da atividade física. “O alongamento aumenta a capacidade de elasticidade dos músculos, o que melhora a resistência deles contra as lesões”, O cansaço muscular, a falta de preparo e a má alimentação também contribuem para o enfraquecimento das fibras.

Costuma-se orientar os atletas a seguir a seguinte proporção:

  • 5% do tempo total de treino em alongamento;
  • 10%, no aquecimento;
  • 70%, no treino propriamente dito;
  • 10%, no desaquecimento,e
  • 5% no alongamento final.

Comer bem também serve para prevenir lesões musculares. Alimentos ricos em ferro (espinafre e feijão) e proteínas (leite e ovos) ajudam a aumentar a elasticidade e a capacidade muscular. O excesso de treinamento conhecido como overtraining, atinge o organismo por inteiro, com repercussões negativas em vários sistemas do corpo. A sobrecarga de exercícios físicos contribui para a perda da resistência dos músculos e facilita o aparecimento de lesões. Além da falta de alongamento, a falta de colágeno – uma proteína que permite a elasticidade dos tecidos – também é responsável pelas distensões musculares. Com o envelhecimento, a substância é produzida em menor quantidade pelo organismo.

RETORNO ÀS ATIVIDADES

O objetivo da reabilitação é que o retorno ao esporte ou à atividade aconteça o mais rápido e seguramente possível. Se o retorno for precoce, existe a possibilidade de piora da lesão, que poderia levar a um dano permanente.

Como cada indivíduo é diferente do outro, a velocidade de recuperação também é. Por isso, o retorno ao esporte será determinado pela recuperação dos músculos da panturrilha, não existindo um protocolo ou um tempo exato para que isto aconteça. Geralmente, quanto mais rápido o médico for consultado após a lesão, mais rápida será a recuperação.

  • Possuir total alcance de movimento da perna lesionada, em comparação a não lesionada.
  • Possuir total força da perna lesionada em comparação a não lesionada.
  • Correr em linha reta, sem sentir dor ou mancar.
  • Correr em linha reta, a toda velocidade sem mancar.
  • Fazer viradas bruscas a 45º, inicialmente a meia velocidade e, posteriormente, a toda velocidade.
  • Correr, desenhando no chão um 8 de 18 metros, inicialmente a meia velocidade e, Posteriormente, a toda velocidade.
  • Fazer viradas bruscas a 90º, inicialmente a meia velocidade e, posteriormente a toda velocidade.
  • Correr, desenhando no chão um 8 de 9 metros, inicialmente a meia velocidade e, posteriormente, a toda velocidade.
  • Pular com ambas as pernas e somente com o lado lesionado sem sentir dor.

RECUPERAÇÃO

Em média, de uma a duas semanas com repouso, gelo, compressão e elevação. Esse tratamento deve ser seguido de exercícios simples para diminuir a dor e restaurar a mobilidade. No caso de um rompimento sério, pode ser necessário que se repare cirurgicamente por um cirurgião ortopedista, necessitando de um prazo de 8 a 12 semanas.

FONTES

About these ads

34 pensamentos sobre “Distensão da Panturrilha

  1. -tive uma lesão na panturilha grau 2 foi dia 23/05/10 estou me setindo bem fiz tratamento correto estou afim de voltar a jogar futebol qual seria oprocedimento correto comecei um reforço muscular mas estou com carroço devo voltar a jogar em quanto tempo.

  2. nao estava mais sentido dor na panturrilha no e entrei no jogo começou do jogo sentiu mais fiquei ter a final do jogo depois ficou inchado, queria volta logo para jogar que tipo de tratamento posso fazer, qual o melhor inflamatório.

  3. como vou saber se é de 2 ou 3 grau???
    o meu teve barulho q parecia q alguem atirou uma pedra… dou bastante… e ainda ta doendo dpois de 2 dias

  4. acho q a minha e de primeiro grau eu ainda consigo andar mais quando levanto a ponta do pé doi ou quando eu ando eu ando mancando como faço para curar

  5. Tive uma lesao na panturilha e li o artigo, qual complementou as informacoes que tive e trouxe grande esclarecimento.

  6. Eu tive a lesão ma panturrilha grave de III grau…..faz 2 semanas e ainda não posso colocar meu pé no chão e aperna está imbobilizada previsão de recuperção 120 dias…..meu treino naacademia é pesado e pratico muay thai….resolvi fazer um regime violento q diz o prfº q pode ter causado esse rompimento….agora é tratar e ter paciencia

  7. Quando eu estava praticando esporte, na realisade uma partida de futebol, ao tentar dar uma arrancada senti um estalo na batata da perna, (panturrilha).
    Há 11 dias estou tratanto, mas não obtive muitos resultados, pois ainda tenha dores forte e não consigo caminhar normalmente, sempre manco.

    Qual seria a forma de curar este problema o mais rápido possível e quando poderei voltar a jogar futebol sem que que a lesão retorne.

  8. Fui jogar futebol, sendo que não pratico esporte regularmente, em uma arrancada senti um estalo na batata que cai no chão, fiquei dias sem conseguir colocar o pé no chão, tomei remedios para dor, coloquei gelo, mesmo assim minha perna esta ficando com vários hematomas, devo ir ao hortopedista, me falaram de trombose, pode chegar a este nível?
    Ficarei grata a uma resposta.

    Flávia Matos

  9. Senti uma fisgada na panturrilha estou fazendo tratamento com anti-inframatorio e passando uma pomada CALMINEX, ja sinto resultado porem li que gelo é melhor devo dar um tempo com a pomada e compressas quente e ja iniciar o gelo ou isso pode vir agravar a contusão
    porque dizem q pomada é quente.

  10. Olá Dr. tive uma ruptura muscular na panturrilha esquerda, coloquei o gesso por 15 dias, já tirei, mais não consigo andar direito fico mancando, e no lugar da pancada está um caroço, o que devo fazer por favor. Marcelo 28 anos.

  11. Sofro há 10 anos com constantes lesões de panturrilha. Malho perna com freqüência e já fiz varias sessoes de fisioterapias e não resolve. Alguém tem alguma sugestão para me ajudar? algum tratamento ou equipamento que possa me ajudar?

  12. É aconselhável, em todos os casos de lesão, o acompanhamento com um fisiatra, médico especialista no assunto. É importante também, dedicar o tempo após o treino a exercícios de alongamento e relaxamento. Sauna e banho quente também ajudam, assim como massagens relaxantes administradas por profisionais capacitados.

  13. em toda contuçao de panturrilha depois do tratamento nada è melhor q fazer academia e o reforço muscular

  14. Estou com lesão nas duas panturrilhas, acredito ter sido durante exercício localizado. Iniciou com uma dor leve como a que se tem após fazer exercício, aquele de ficar na ponta dos pés. Ontem acordei bastante dolorida e com o passar do dia piorou muito. Quando fico sentado é uma tortura para levantar, está difícil para caminhar, parece que o movimento não pode ser concluído. Consultar ortopedista ou existe outro especialista? Estou bastante preocupada, pois nunca tive isto.

  15. Hoje senti uma fisgada na panturrilha,
    Tentei coontinuar correndo,mas nao resistir a dor.
    Nao conseguia nem andar.
    Qual a “anti-inflamatorio”. que tenho que tomar??????
    Jonas manaus……..

  16. O mais indicado é procurar um médico para que ele avalie se você tem hiperssensibilidade, ou se precisa mesmo tomar um remédio. Você pode ir tanto num clínico geral quanto num fisiatra. A princípio, pode colocar sua perna em repouso, sempre apoiada para cima e fazer compressas de água morna para relaxar o músculo.

    NUNCA TOME REMÉDIO SEM PRESCRIÇÃO =) Melhoras.

  17. Trinquei o dedão depois disso coloquei uma tala ai começei a pisar na tala ,ai depois o medico colocou gesso tirei o gesso estou com muita dor na panturrilha nao aguento colocar o pé todo no chão.

  18. A pouco mais de um ano,dei um pulo da cadeira vibrando com um gol,senti um estalo na panturrilha esquerda,doeu muito mais eu conseguia andar.Fui ao médico,disseram que não era grave,passaram compressa com gelo e anti-inflamatório.Não tomei o anti-inflamatório,e fiz pouca compressa com gelo.De uns meses pra ca tem dado fisgada,estou preocupada,o que devo fazer?Há! essa mesmariarayma perna doi toda até o pé por causa da coluna,tem alguma coisa a ver?Aguardo anciosa

  19. O mais indicado é retornar a um fisiatra para ele examiná-la e coletar sua história direitinho, tempo e duração. Convém seguir os conselhos à risca para ter resultados esperados, senão, não adianta nem ir ao médico. Melhoras.

  20. Senti a panturrilha ha 14 dias, venho tomando antiimflamatorio e gelo direto, fui no suds mas nao fazem exame para saber o grau da lesao. Eu estava andando sem mancar, porem esqueci e.desci.um degrau o que senti uma piora. Pode me ajudar?

  21. Tive um acidente de moto e durante alguns minutos o motor da moto ficou apoiado em cima da panturrilha. Agora inchou e ficou como uma bola. ando normal e estou tomando anti inflamatorio mas não desincha. o que devo fazer?

  22. tive uma lesão na panturrilha e já se faz mais de 60 dias e ainda não estou bom, não consigo ficar em pé por muitos minutos, já tomei um tanto de remédio todos com orientação medica e ainda nada, só que ainda não consegui um especialista como ortopedista e ainda estou na estaca zero, isso é assim mesmo? o que tenho feito é muito repouso. estou certo?

  23. Olá, eu estava dormindo e então estiquei a perna. Veio uma dor muito forte e eu puxei a perna, a minha panturrilha estava dura e doendo muito (achei ser cãibra, já que já tive isso outras vezes) passaram dois dias e eu não estou conseguindo andar direito, o local está doendo e inchado, fora que quando eu fico na ponta do pé sinto dor na panturrilha. Devo procurar um fisiatra, ortopedista ou dá pra tratar em casa?

  24. Sim, você deve procurar o médico fisiatra para ver o nível de lesão que ficou. conforme for, ele pode te passar remédios ou mesmo fisioterapia.

  25. Tive uma ruptura do musculo da panturrilha, o médico receitou analgésicos e fisioterapia, porém minha panturrilha não voltou ao normal e ficou parecendo que inchada, isso é normal???

  26. Faz sessenta dias que sofri uma lesâo na panturrilha,fui medicado,estou andando normalmente, mais no final do dia a minha panturrilha fica dolorida e apresenta inchaçâo,e na parte de traz está um polco dura,o que devo fazer.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s