O dia

Acordar às 5:45h. Levantar às 6:15h. Tomar banho, passar filtro solar 25 no rosto, 30 no corpo (eu deveria usar o contrário, mas deixa pra lá), hidratante nos pés e creme para as mãos. É um saco mas eu gosto.

Às 6:45, engolir o café da manhã, um copo de 300ml de achocolatado bem forte com pão massa fina, queijo em grossa camada e um bocadinho só da margarina. Encho a garrafa esportiva de água, pego as chaves, o jaleco,a bolsa enorme e saio, rezando para achar uma boa vaga no Hospital, onde já me bateram o carro duas vezes – que eu tenha notado!

De 7h às 11h, examinar, prescrever, ouvir, praguejar as pestes, cobrar exames, brincar com os pacientes.

às 11h é hora de correr até a banca de frutas da frente do Hospital e comprar um mamão ou uma banana. Na verdade, eu preferiria uma tangerina ou uma laranja geladinha, para matar a sede deste calor infernal. Mas suja muito… e ainda mancha as mãos.

Correr ao ambulatório de nefropediatria. Rezar para que a preceptora loira, latinada, mas super simpática chegue cedo e saia cedo.

Na hora que acaba, corro para examinar os meus três pacientezinhos nefropatas. Brinco com eles para que eles me deixem examiná-los. E ainda é divertido, sabe? Faço isso muito rápido. Sempre saio com medo de ter esquecido algo.

Corro até a minha casa, umas 13:30h em média, para almoçar. Quase nunca tem almoço pronto e lá vai eu comer algo que não preste! Ligo a net, vejo as mensagens, atualizo, saio. Tomo um banho, passo filtro solar e me visto. Corro para o Hemocentro, rezando para ter uma vaga boa na rua.

Bato o meu cartão e checo a hora. Somo mais quatro e penso se vou sair cedo ou não. Finalmente, relaxo. Falo com os técnicos, a tia do lanche, os porteiros e as minhas M.A.s, enfermeiras. O que seria de mim sem elas na tarde do Hemocentro. Minha diversão. Tiram minhas sobrancelhas, vendem-me bijous e falamos mal da chefe, lanchamos tapioca ou pão com queijo especial (com camadas extras de queijo).

Às 18:30h já estou me arrumando para sair e torcendo para que não haja nenhum doador lanchando, afinal, só posso ir embora depois que todos vão.

Enfim… chego em casa, ligo a net, vejo as mensagens, atualizo e saio. Vou à academia, sempre a umas 20h. Primeiro, alongamento. Depois, 15 minutos de esteira à velocidade 5.0, sempre de olho na novela (não acompanho, mas algumas cenas chegam a ser engraçadas de tão ridículas!). Olho mais para as meninas saradíssimas, com pernões e braços sequinhos e me inspiro para malhar. Até porque homens muito musculosos me incomodam. Eu fico logo com pena pensando na proporção do pênis deles. Tadinhos… (prefiro meu Wolverine magrelo mesmo).

A cada aparelho, uma careta. Lá até que as pessoas são gentis. Elas me ajudam com os aparelhos que eu não consigo tirar do lugar e sempre me perguntam se eu estou bem. Devo ficar com uma aparência tão lamentável que todos devem pensar que eu estou passando mal. Hehehehe… mas eu nem ligo.

Quando as séries terminam, mais 15 minutos de esteira, e, conseqüentemente, mais novela ou filme.

Corro para casa os 5 quarteões que a separam da academia. Morro! Chego com a língua pra fora. Quem manda o caminho ser deserto e escuro? Tomo um gostoso banho. às vezes tomo a liberdade de não passar um creminho sequer depois (só o dos pés são indispensáveis).

Às 22h, sento no PC, ligo a net, vejo as mensagens, atualizo.

E as 23h eu me retiro para dormir.

É assim a minha rotina, nos dias úteis. Geralmente eu findo as semanas com plantões.

=]

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s