Les temps sont durs pour les rêveurs

“Minha vida não é tão medíocre assim, e nunca me faltou nada. Fiz um balanço e vi que o que me faltava, realmente, era conquistar meus sonhos. Agora que desisti deles, não me falta mais nada. Atingi a felicidade usando o método das uvas verdes. Estou tão feliz, que não me arrependo”.

Li isso há pouco, no blog do Nil. E comentei da seguinte forma:

“Só os ignorantes são felizes. Escolhi, hoje, ser mais uma dessas. Desisti dos sonhos, mais uma vez. É mais fácil e prático. Jogo fora o que me faz infeliz que é essa tal frustração a qual bem conheces. Quero virar budista e isso é sério.”

Ser um sonhador não é nada prático. As pessoas zombam de você a toda hora, querendo te puxar para a realidade que é dura, costumeira… residência, trabalho, academia (às vezes), cama. Residência-trabalho-academia-cama. Residência-trabalho-academia-cama. Sair com amigos. E só.

Enquanto sonhava, quis voar mais alto. Mudar-me, arriscar, tentar subir mais uns degraus, ser melhor profissionalmente, casar, talvez. Porém, mais uma vez, do barbante onde eu tentava equilibrar-me usando uma sombrinha mínima, mas de milhares de distância… eu caí. Mais uma vez de rosto no chão. E Barba contorce-se de um extremo prazer ao ler isso.

E mais uma vez eu me convenço de que é importante ser ignorante e medíocre. Acomodados são mais felizes. Devo agradecer por ter amigos, uma família, saúde e um bom emprego. Eu tenho tudo, pra quê sofrer?

Quisera eu ser um pouquinho menos ambiciosa. Esse negócio de querer mais e mais… o Budismo sempre repete: “todos os motivos das nossas frustrações vêm do desejo que deveras sentimos“.

Lembro-me que renato Russo cantava gritando, sofrendo e chorando neste vale de lágrimas: “Toda dor vem do desejo de não sentirmos dor“.

E repito, recitando mais uma vez, o líder da Legião Urbana: “essa escravidão, essa dor, não quero mais“.

Agora só falta eu me descobrir homossexual, pegar aids e morrer para ficar para a história.

(uma pitada de humor negro não faz mal a ninguém)

Advertisements

2 pensamentos sobre “Les temps sont durs pour les rêveurs

  1. Vc nunca vai ser medíocre. Não adianta nem tentar. E eu acredito q essa sua vontade de ter mais vai te levar mto longe. (Mto MAIS longe, pq… se vc parar pra pensar: olha só onde vc já chegou!!)

    Eu confio q vc vai chegar onde quer um dia, mais cedo do q vc pensa (e é meu voto de felicidade pra vc).

    beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s