Porque a Pediatria?

Hoje um vizinho entalou-se. Uma rolha de secreção fez com que ele parasse de respirar e ficasse azul (cianótico). E chamaram a “médica” aqui para cuidar do quase-óbito. Ele é um senhor de uns sessenta anos que tentou o suicídio há alguns anos e não conseguiu. Quase enforcou-se. Mas conseguiu uma isquemia cerebral, e agora vive como se fosse um velhinho com múltiplos derrames pregressos.

Está acamado, totalmente dependente, não consegue falar, só geme. Alimenta-se por uma sonda. É a mulher que (sobre)vive por ele, porque ele virou uma planta. E transoformou-se nisso porque quis.

Antes de ser médica, eu sou humana. Eu trabalho em prol da saúde humana. Eu ABOMINO àqueles que se auto-destróem e, principalmente, aqueles que fazem o favor de levar consigo a felicidade dos que o amam.

Falo da mulher que cuida dele, a que casou-se com ele prometendo amá-lo e respeitá-lo durante todos os dias de sua vida. E ele? Quando tentou se matar, deve ter se esquecido disso… Porque ele acabou matando a paz de quem não tinha nada a ver com os problemas dele e que agora vive em função da merda que um dia ele fez.

Sim, eu não tenho nenhum prazer, nenhuma pena dessas pessoas. Suicidas. Eu não escolhi trabalhar com isso. Eu quero ver soluções. Eu quero sorrisos.

O que fazer com alguém que não tem prognóstico e que procurou não tê-lo? Ele quer ser ajudado? Ele quer prolongar esta pseudo-vida?

Por favor, livre-me dos adultos… eles têm problemas demais! Sou um deles, sei como é. E eu admito que já bebi demais para entorpecer-me. No entanto, não aprovo. Acho ridículo. Coisa de quem quer chamar atenção.

Enfim. Criança não tem frescura. O único problema deles nem é estar doente. É não poder brincar com as outras criancinhas por isso. É não conseguir sorrir por causa da dor. E é disso que eu quero cuidar. De afecções reais, não as criadas pelos adultos noiados.

Em troca, eu só quero vê-las brincando ou sorrindo como podem.

Advertisements

Um pensamento sobre “Porque a Pediatria?

  1. Aí Jazz, acho que você está sendo muito dura com os adultos …
    Se este senhor tentou se matar, é claro que ele é um ser humano fraco, certamente porque não era feliz … e são dessas pessoas que devemos ter compaixão de verdade… Imagino o quanto a esposa dele possa estar sofrendo… mas também não podemos julgar se eles vivem mesmo o tal do “amar eternamente na saúde e na doença”…

    Mas de qualquer maneira, acho que você fez uma escolha linda … imagino que a pediatria seja uma das áreas médicas mais lindas para se trabalhar… as crianças são seres puros…

    😉

    Beijos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s