Sobre Fidelidade!

Várias mensagens subliminares do meu anjo-da-guarda pessoal (que alguns teimam em chamar de destino) fizeram-me escrever hoje, sobre este tema.

1) Um conhecido (na verdade, um ex-ficante que virou meu amigo de net) me perguntou se eu já traí;
2) Uma amiga me confidenciou que traiu o ex dela com o atual (que estão juntos até hoje);
3) Uma amiga tão novinha, de 18 anos, não acredita que existe homem fiel.

Vamos aos fatos e às MINHAS interpretações:

Existe homem fiel SIM. Eu não acho, eu tenho certeza. Vários amigos fiéis às suas respectivas não teriam motivo de fazer tipo, média ou capa para mim. Se estão solteiros, pegam todas. Quando se apaixonam, sossegam. Quando vêem tentações ou são cercados (piriguete não dá mole, não!) ligam e desabafam. É claro que eu sempre aconselho “pesar prós e contras” e ele acabam desistindo. Eles só traem mesmo quando têm motivo. Assim como as mulheres. A única diferença é que eles têm (mais) poder de não se envolver. No entanto, caro leitor, ele SEMPRE leva a culpa consigo. É óbvio que eu estou falando de relacionamentos onde ainda existe um mínimo de consideração com a parceira.

Traição não mede o amor de ninguém, é verdade. Mede a força de vontade de levar a relação adiante.

Sejamos práticos: sempre há um risco. Se eu não quero, em hipótese alguma, terminar o meu relacionamento, eu não vou trabalhar para que isso aconteça. Certo? Se eu estou feliz com o meu namoradinho não vou ceder àquele gatíssimo que um dia ficou comigo (gostosérrimo), mas afastou-se… Se eu tenho o amor porque me aventuraria com uma paixonite?

Se eu sou contra a traição? SIM. Traição mede também um caráter. Se você está numa situação em que já pode se apaixonar por outro, por que não terminar? Pra não ficar sozinho? Que covardia! Nunca vi ninguém morrer por estar só. Contudo, há INÚMERAS pessoas que só tem um namorado para mostrar à sociedade que têm alguém. Tô passando!

Ser fiel a si mesmo é difícil, gente. É preciso ser maduro para agir com dignidade.

Outra coisa é trair e depois contar. PARA QUÊ? Essa é a atitude mais egoísta que se tem, na minha opinião. Atitude com um único intuito do traidor livrar-se do peso do segredo – que, sim, faz doer os ombros. De quebra, faz sofrer a outra parte da história, que merecia um término de namoro mais digno do que isso. Eu traduziria assim: “encontrei alguém melhor do que você. Adeus”. Ser sincero? Ser sincero é terminar antes de fazer a merda! Isso é ser egoísta. Não seria melhor um: “percebi que não estou mais apaixonada por você”, e ponto final? Sem mais explicações, sem mais delongas? Seria verdade, não seria mentira! E você assumiria a culpa e carregaria para sempre essa dor nos ombros, que é o que você realmente merece.

Isso é depoimento de quem já foi traída? Sim, é.

E aposto, meu caro, que se você fosse, também pensaria assim.
Ou viraria mais um cafajeste na face da Terra.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Sobre Fidelidade!

  1. Eu já fui traída e já “traí”, pode ser que eu queira limpar a minha barra, mas quando eu traí, eu já não amava mais a pessoa. Para mim, sinceramente, traição tem a ver com sentimentos, então, considero que nunca traí, pois realmente eu nunca traí alguém que eu realmente amasse. E como eu já disse, já fui traída também e a pessoa não me contou na hora… e nesse ponto Jazz, discordo de ti… é melhor sim saber a verdade! Por mais que a verdade possa te doer… saber tempos depois, te faz sofrer mais… é te fazer de palhaço, isso sim… é evidente que você não precisa humilhar a pessoa, ser fria ao ponto de machuca-la mais, afinal a verdade é como se fosse uma pedra preciosa, mas se ela for lançada com muita força… pode cair na testa de alguém e machucar, sangrar… por isso que com delicadeza e honestidade… por mais que isso gere um pouco de dor..é sempre a melhor saída… Achei legal que você falou de amadurecimento… uma coisa eu aprendi até então… que eu não vou deixar ficar anos com uma pessoa…sem gostar muito dela… até chegar ao ponto de traí-la… melhor mesmo terminar antes… e poupar dor, né?

    gostei do post…

    beijos! =)

  2. Sabe que esta coisa de acreditar que todo mundo é infiel é coisa de gente ainda muito insegura? Pelo menos eu acho isso, e sem querer julgar ninguém, mas o amor é uma virtude, logo uma pessoa que já tomou como verdade absoluta para si mesmo que todo mundo traí, provavelmente será uma pessoa que nunca vai conseguir doar para o outro um amor sincero e seguro.

    Sobre as cores dos layouts, eu acho que não são todos os layouts que o wordpress permite que o usuário troque a cor. Depende do tema! Este que estou usando o tema é Regulus by Ben Gillbanks e tem uma das opções escrita assim: Current Theme Options, e lá você terá algumas possibilidades de cores… Agora tem uns temas que você não pode trocar quase nada… =(

  3. Nunca traí, nem pretendo.
    Acho é coisa de caráter, não é pra todo mundo.
    Trair pra mim é oq você disse, pura covardia. Medo de
    terminar e ficar só.

    Quem trai é muito idiota e não merece perdão.
    E sim, já fui traída hehehe

  4. Pingback: Eis o seu apelido: O Idiota « Poucas Palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s