Para serem sentidos

As sem razões do amor

Eu te amo porque te amo.
Não precisas ser amante,
e nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.

Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no elipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.

Eu te amo porque não amo
bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.

Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem (e matam)
a cada instante de amor

(Carlos Drummond de Andrade)

Há coisas que todo mundo adora falar, mas ninguém consegue expressar exatamente o que significam.

Como sentimentos em geral, e eu citaria aqui o mais intrigante deles: o amor. Mesmo a saudade, que não tem palavras sinônimas em outros idiomas, quando explicado o seu sentido, logo é captado pelo outro.

Amor não… não se sabe se é bom ou ruim, se vem com a dor, temor, ardor, pudor ou qualquer outra coisa que pode até não rimar, mas SEMPRE sempre contraditória.

Comparado à felicidade e ao sofrimento. Como pode? Aliado à saudade, quase sempre e definitivamente ligado à confusão.

Bah, não tenho muita paciência para teorizar sobre o amor. Amor é simples, ao menos pra mim. Pude reconhecê-lo ontem, quando assisti a minha melhor amiga dançar a coreografia mais linda de flamenco do mundo no Theatro da Paz. Meus olhos se encheram de lágrimas só porque ela sorria no palco. Ok, fazia parte da coreografia, deveria fazer, mesmo assim, nessa hora eu me lembrei que é dançando que ela fica mais feliz e eu estava lá, olhando tudo isso e participando também.

Amor é simples, algo a não ser falado, a gente sabe o que, como e porque ele é, justamente por senti-lo. Sentindo, a gente sabe e não adianta tentar falar sobre ele porque cada um sente da sua forma.

Outro dia estava falando com uma pessoa, daquelas que a gente só sente, mas nunca tocou (virtual), sobre o que é difícil de expressar, mas muito fácil de se sentir. E ele me ateve para a compração com um sorvete.

Sorvete não chega a ser um alimento, apesar de ser comestível. Quando a gente toma sorvete, a gente apenas sente, não falamos sobre ele, mas ele nos provoca sensações peculiares também. A textura conferida com a língua, as papilas transmitindo o sabor, o cérebro transformando em sensações… ruim, bom, gostoso, péssimo – tanto faz. Ele faz você sentir.

Então para que falar sobre?

Coisas, sentimentos, guloseimas, pessoas… para que falar sobre, se nos basta sentir?

Hipócrita, eu, falando sobre isso… e depois concluindo que de nada basta falar, falar e falar.
Deixemos isso para os poetas, como o Drummond!

2 pensamentos sobre “Para serem sentidos

  1. É verdade..
    Deixa para os filósofos teorizarem sobre o amor e para os poetas poetarem o amor…hauhauha nós..simpes mortais…ficaremos com a melhor parte..que é sentir o amor! rs
    adorei a comparação com o sorvete! =)

  2. HUm…amor é complicado mesmo. Eu particularmente desisti de entender…e sabe…e logo quando desisti de entender, e desisti de procurar o “amor ideal” fui surpreendida por um amor verdadeiro…e q já vai pra seu 2 ano.
    Eu não sigo nenhuma religião, mas acredito em Deus. E o amor, assim como Deus, está invisivel aos nossos olhos, mas visivel em momentos do nosso cotidiano. Assim como à Deus, eu sinto o Amor, sinto que ele existe, que está presente nas pessoas, na natureza. Talvez as coisas mais grandiosas da vida sejam mais dificeis de se entender mesmo. Como disse a Ana Carolina, vamos deixar para os filósofos a agonia de tentar enteder e vamos apenas sentir, que é o melhor que a gente faz.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s