Não vou escrever o que sinto

Afinal, ninguém quer saber.

Não querem saber se te magoam falando certas coisas. Não querem saber se te importas quando eles vem e vão. Ninguém se importa se estás magra, grávida, louca, deprimida, ou sobretudo se estás feliz.

As pessoas olham para sim, para o seu próprio umbigo – principalmente aquelas que se colocam vítimasda ocasião.

Pessoas são todas loucas. Dirigem mal, atrapalham o trânsito. O TEU caminho. A buzina toda, a testa franze, mais rugas. A pressão sobe, as artérias entopem e investes  para que, no futuro, tenhas um infarto.

Em casa, confusão. Não é fácil morar com a mãe depois dos vinte e tantos. Afinal, tu já trabalhas, sabes o que queres da vida, sabes o que já tens e defines o que não queres.  O que queremos? LIBERDADE.

Na minha concepção, SOMOS LIVRES para fazermos o que quisermos, mas sempre com a preocupação de que os nossos atos não machuquem, não magoem a ninguém, nem a nós mesmos. E é tão difícil aprender isso…

Às vezes, a gente se auto-pune por alguma razão. Deixa de comer, divertir-se, passa o dia quieto, sem contatos sociais. Como diz um grande amigo, olhar PARA DENTRO é fundamental. Quem conhece os outros é sábio, quem conhece a si, é um iluminado.

Iluminemo-nos. Não deve ser tão difícil assim… Se Buda conseguiu, por que não nós?

Assim que nos descobrirmos, vivendo mesmo com as nossas dores, e levando em conta o fato de que não somos vítimas, apenas lutadores – e corajosos! – para continuarmos seguindo em frente. Haverão novas perdas, de certeza, são inevitáveis.

Continuemos lutando. Tentando nos descobrir cada vez mais, sem esquecer de olhar parao próximo. De perguntar como ele se sente. “Você está bem?” Com interesse sincero de saber como a pessoa está. Feliz, triste, confuso, trabalhando muito, relaxado, estressado, com dores nos joelhos, amando, com raiva…

É isso o que quero saber. Tu estás bem?
E quem estás usando agora para tu te sentires melhor?

Pensa nisso.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Não vou escrever o que sinto

  1. Cansei do meu umbigo… Estás bem?

    Sim, sempre estou. E como diria o Rolex, mesmo que não estivesse, estaria. Sempre está.

    Mas é melhor quando não estás viajando. #prontofalei

  2. Eu bem também! rs 🙂 E nem to bem por causa de alguém… a não ser pela minha família, pq são praticamente os únicos q eu vejo (e meus alunos, of course).

    Tbm estou com saudades… não consigo entrar no msn mais!

    Vou entrar essa semana pra colocarmos as fofocas em dia!

    beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s