Fofoca

Leia ouvindo o rock do Detonautas – Fale mal de mim

Quem nunca conheceu uma mulher que passasse o dia na janela, vendo o movimento da rua, e falando da vida alheia para todos os vizinhos?

A figura clássica não precisa ser aquela dona de casa que vive de bobes no cabelo e secando o esmaltes das unhas. Há pessoas em nosso meio que estão muito mais preocupadas com as nossas vidas do que com as delas próprias.

Como disse um grande amigo meu: “tem gente que, quando sai, esquece de se divertir e fica só reparando nas atitudes dos outros“. Que diversão macabra essa, não?

Alguém reparou que você está cabisbaixo. Ah, deve ser por causa disso. Alguém reparou que você está radiante. Deve ser por causa daquilo. Embora nossas impressões sejam todas subjetivas e altamente errôneas, na mente do fofoqueiro elas são VERDADES. E o pior, verdades que todo mundo deve saber. Afinal, a vida daquela pessoa é tão importante que a sua própria nem merece dar-se o devido valor.

Desviemos a atenção do nosso namoro frustrado, da nossa carreira falida, da nossa falta de auto-estima, para a vida alheia. Que se não for interessante, o fofoqueiro vai cuidar que seja – nem que ele tenha que mentir para isso.

E quanto mais gente estiver metida na fofoca, mais interessante ela é! E quanto mais a história vai crescendo – e se modificando devido às adaptações que cada um precisa para desviar a atenção de si para o outro – mais estrago ela faz para o alvo da ação.

Consequências disso? Pessoas que sabem valorizar o caráter de uma pessoa, afastam-se. E quando vemos, o fofoqueiro está cheio daqueles amigos cíclicos. Que vem e vão e que não permanecem. Ou, se permenecerem, ficam em uma distância segura da profundidade de suas vidas, trocando o que realmente interessa, pelas conversas triviais, mantendo uma relação medíocre e cheia de vazio (nossa, que poético!) com o fofoqueiro.

Isso abala ainda mais a auto-estima do fofoqueiro e ele acaba fofocando mais, num círculo vicioso completamente perdido, que nem com análise e reza braba, é resolvido.

#prontofalei

Anúncios

13 pensamentos sobre “Fofoca

  1. Ihhhh,isso vai parecer extremamente machista,mas é minha opinião.Homens não tem o costume de falar dos outros,pelo menos enquanto estão entre amigos.Se um começa os outros já cortam o chamando de fofoqueiro.Isso parece ser mais coisa de mulheres.

  2. Amiga,adorei seu texto, o mais Engraçado é que VOCÊ descreve tão Bem um FOFOQUEIRO, mas é como diz um amigo meu “O SUJO falando do MAL LAVADO!”

    Querida quem não te conhece que te compre.Uma garotinha fútil, que expressa o que pensa pela Internet, porque talvez não tenha peito de dizer as verdades na cara das pessoas, e pior do que ser fofoqueiro, é NÃO ter CARÁTER e ter DUAS CARAS.

    Concordíssimo!! Duas caras é aquele que se faz de amigo, mas no fundo está investigando a sua vida para inventar algo contra ela e espalhar, como se fosse uma verdade.

    A ÚNICA pessoa Aui que eu saiba pelo tempo que te conheço, que é FRUSTRADA E MAL SUCEDIDA é VOCÊ, que pousa do que não é, e se esconde atrás desse teu mundinho virtual, porque o REAL não existe pra ti.Tu te incomodas com quem Namora né querida, afinal quem fica atirando em avião pra ver se um homem cai na sua vida, realmente deve ser muito Frustrada, eu na tua situação já estaria conformada de passar a vida assim, como você ta até hoje, com a SOLIDÃO!!

    É tão ruim pra você né ver as pessoas Felizes ao seu lado,principalmente aquelas que tem um Amor de verdade, porque os teus não te aguentaram né.Lembra do cainha de São Paulo? hahaha, quando te conhceu pessoalmente não aguentou, mandou você passear, porque será né?!

    Sabe tudo da minha vida? Então você não viu que ele anda me procurando de novo pela internet?

    Tadinha,mas antes de todo mundo casar sara, porque você, ta dificil né.

    Nunca soube que a felicidade estava no casamento… não sou eu que pensa em casamento assim que conhece um cara. Falicidade é o aqui e o agora. Casamento é consequência… ou não!

    Talvez seja essa tua maneira idiota de comentar sobre a tua vida através da internet que te afaste das pessoas que te valorizam, porque por aqui acabamos descobrindo que você é realmente. Falsa e Virtual.

    Isso é liberdade de expressão, honey. Não tenho culpa se a carapuça serve bem em você.

    E o pior mesmo é Você ser uma médica e ainda ter tempo pra soltar teu veneno na Internet, acho que a profissão falida é a tua.

    Pergunta-me quanto eu ganho e quantas ofertas de emprego eu tenho. E você? Tem certeza que exerce a sua profissão ou só a utiliza para manipular pessoas?

    Mas as máscaras sempre caem, meu bem, como caiu a sua para mim´o pior é aquele que não olha pro próprio umbigo.rsrsrsr.FOFOQUEIRA e FALSA!!

    Máscaras só caem em quem as usa.

    #prontofalei

    INVEJA É UMA MERDA MESMO.
    VAI CRESCER E APARECE.OPS, ACHO QUE NÃO DÁ MAIS NÉ!!

  3. OBS: EU NUNCA VOU ESQUECER QUE VOCÊ TENTOU DESTRUIR AMIZADES MINHAS DE AAAANOOOOOS, MAS AINDA BEM QUE TODOS PERCEBERAM A BOA BICA QUE TU ÉS.

    PELO VISTO MESMO DEPOIS DE ALGUM TEMPO DA NOSSA AMIZADE JA TER TEMINADO,VOCÊ NÃO APRENDE E NÃO MUDOU NADA.

    Nossa amizade já terminou e você ainda está no meu pé? O que falta na sua vida para você parar de cuidar da minha?

    VAI VIVER MENINA,OU É TÃO DIFÍCIL PRA VOCÊ ESTAR ENTRE PESSOAS DE BEM, QUE SÃO AMIGAS, QUE TEM CARÁTER, QUE ISSO TUDO DIMINUI SUA PESSOA, E TE FAZ QUERER ACABAR COM TUDO DE BOM A SUA VOLTA.

    ACHO QUE VOCÊ SIM,NEM REZA FORTE NEM TERAPIA, SÓ NASCENDO DE NOVO.

    SÓ LAMENTO, ENQUANTO VOCÊ PERDE O SEU TEMPO NESSE MUNDO VIRTUAL, AS PESSOAS ESTÃO VIVENDO MUITO FELIZES,AMANDO, SENDO AMADAS,CHEIO DE AMIGOS,E A TUA VIDA TÁ PASSANDO INULTIMENTE,PELA INTERNET!!

    ISSO QUE É FRUSTRANTE E NÃO TER O QUE FAZER!!

    PENSE AÍ,TODOS NÓS PODEMOS MUDA,MAS MUDA ENQUANTO TEM ALGUMAS PESSOAS QUE AINDA ACREDITAM EM TI.

    ASS:B…A

    Post para tirar a bronca. Claro que não foi a B. que escreveu o texto. Aposto que ela nem sabe que eu tenho um blog e também não está a par da minha vida sobre acontecimentos recentes. Essa assinatura simplesmente não colou.

  4. “Mui Amiga”,

    tens certeza que esse comentário é pra este blog?

    Quem conhece a Jazz como eu conheço sabe que as acusações que fazes são todas falsas, fruto de uma alma recalcada que se esconde acusando a “B.” e sonha, um dia ser como a Jazz.

    A popularidade da Jazz na internet pode ser medida pelo Twitter, no qual ela é a pessoa mais influente em Belém, e na quantidade de visitas deste blog, que só perde para portais de notícias (e olhe lá). Fora da rede, Jazz é uma mulher ainda mais interessante e popular – o que é até óbvio, visto que somente parte da sua carismática personalidade pode ser transportada para a mídia digital.

    E é isso que te causa inveja, “Mui Amiga”. Certamente conheces de vista a Jazz, mas ao invés de se concentrar nas qualidades da dona deste blog e tentar segui-la, aperfeiçoando-se na simpatia, preferes atacá-la de modo até ingênuo, invadindo este espaço que é dela, como se entrasse na festa de aniversário dela, na casa dela, tentando convencer as pessoas que a conhecem de que ela é essa pessoa oposta.

    Talvez, “Mui Amiga”, por descuido, tenhas se retratado na descrição, tentando nos convencer de que és interessante como a Jazz ao passo que a Jazz seria esse lixo humano que se esconde no pseudônimo de “Mui Amiga”. Num exemplo de superioridade (mais um atributo da Jazz), o comentário foi publicado, o que me permite comentá-lo.

    Fútil? Tem certeza, “Mui Amiga”, que conheces mesmo a Jazz? Acho que não. Saiba a partir de hoje que a minha amiga Jazz pode conversar sobre qualquer assunto, de Machado de Assis até crise mundial. Sabe também falar de cinema e quadrinhos, papo bastante útil em conversas descontraídas. Mas falar de cultura inútil não a torna fútil. No seu caso, sei que mal sabe a diferença entre NASDAQ e Dow Jones e pouco se importa de saber o que motivou a CPI da Petrobrás.

    Jazz não tem duas caras. Seja falando de um assunto ou de outro, ela mostra diferentes aspectos da personalidade rica e da pluralidade de pensamentos, todos coerentes com a mesma pessoa, dona de um caráter forte e pontos de vista que não se vendem a todo momento, que muda de opinião quando vê razão pra isso, não pra concordar com o interlocutor.

    Sei que por isso não gosta dela. Ela não quis te agradar dizendo o que querias ouvir. Jazz agrada quem se agrada em conviver com os melhores. Não é o seu caso. Quem está muito abaixo não consegue perceber a riqueza do pensamento inteligente e do humor refinado.

    Jazz não se esconde atrás de um mundinho virtual, nem é frustrada ou mal sucedida. Se você soubesse mesmo tanto da vida dela como pretende nos fazer acreditar, saberia que é uma excelente profissional de futuro promissor e vive cercada de amigos que são deveras interessantes e maravilhosos. E é por isso que não és nem amiga nem muito amiga. Não tens ingresso pra entrar nesse clube, pois aqui não há lugar pra quem dança funk até o chão. Se está sozinha, te garanto que não é por falta de interessados, mas de interessantes (quer que eu desenhe, pra você entender com seu QI ridículo?)

    Quem conhece Jazz pela internet e depois pessoalmente fica mais maravilhado pois, como já disse, a internet mostra somente parte do encanto da dona deste blog. A prova é o próprio “cainha (sic) de São Paulo”. E você, que pretende nos fazer crer que conhece a Jazz, nem sabia disso, né?

    Quem disse que comentar a vida na internet a afasta das pessoas que a valorizam? “Mui amiga”, viajas na maionese. Primeiro porque nós, amigos, admiramos a coragem com que ela escreve. E, sobretudo, porque sabemos que a vida dela é muito mais do que está escrito neste blog. E é muito mais interessante.

    “Mui amiga”, posso ser teu muito amigo? Vou falar agora o que talvez nenhum amigo teu tenha te dito. Vou te dar um conselho de graça: amizade que é real não se destrói. Se tua amizade foi abalada, é porque você tem defeitos que impedem as pessoas de gostarem de ti. Esse veneno, essa inveja, por exemplo. Teus amigos se afastaram de ti por verem que existem pessoas muito mais interessantes que você. Se a presença da Jazz mostrou isso a eles, através do contraste entre as qualidades dela e seus defeitos, não é culpa da Jazz. Ela não pode ser penalizada por ser mais que você. Mas dá tempo… Para de ir pra balada direto e tomar todas e aproveita o tempo que ficar livre e a lucidez que vais ganhar pra ler, estudar, trabalhar. Dá tempo!

    Corre! Vai atrás de tornar a tua vida um pouquinho mais interessante do que é.

    Podes começar fazendo um blog. SouInvejosa.blogspot.com parece-me que está disponível.

    Que Deus te ilumine,
    Scotch Miller

  5. Caramba, a pessoa escreve um comentário esculachando e nem assina? E ainda fala que é vc que se “esconde” no mundo virtual…

  6. “Julgar os outros é perigoso; não tanto pelos erros que podemos cometer a respeito deles, mas pelo que podemos revelar a respeito de nós.” (Phileman)

    Certamente “Mui Amiga” revelou muito sobre ela mesma ao tentar ofender a Jazz.

  7. A internet eh um veiculo muito util e precioso na vida de todos nos ultimos tempos, espaços como este sao para expressar pensamentos, opinioes, dicas, mas sempre no intuito de ser bem utilizado…
    Me intriga o fato de um ser qualquer vir falar tantas asneiras, pessoa esta que se enquadra como ser repugnante diante de tantos disparates, que desnorteia fatos do passado para atingir nossa amiga JAZZ. Que tolice!!! Eh repugnante!!!
    Para falar de Jazz nao eh preciso ama-la ou odia-la, mas sim eh preicso conhece-la, conhecer a sua essencia para realmente poder se dirigir a sua pessoa. Nao sao essas tolas palavras hostis ditas por esta pessoa repudiada que vao atingir seu deslumbre.

  8. Pingback: Fique por dentro Fofoca » Blog Archive » Fofoca « Poucas Palavras

  9. Só tenha cuidado pra não confundir os fofoqueiros com quem quer seu bem mas não consegue ter tanto contato como gostaria e acaba perguntando demais… Bjim

  10. Pingback: Fique por dentro Fofoca » Blog Archive » Fofoca

  11. Pingback: Elas estão desesperadas « Poucas Palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s