Conclusão do Projeto

Sim, eu sou de pixels.

O projeto durou pouquíssimo, mas o suficiente para concluir que:

  • Quem sente falta de mim são os meus amigos reais, não os virtuais. Pessoas que nunca me viram pessoalmente, mandavam mensagens todos os dias, faziam ligações interurbanas só para saber se eu estava bem ou contar sobre o seu cotidiano;
  • Os amigos reais que me procuraram foram aqueles que eu menos valorizava. Recebi convites inesperados para sair. Dois ex-namorados meus apareceram (o terceiro ensaiou aparecer, aliás, até apareceu, mas não deu para atender a ligação porque eu estava ocupada). Recusei a maioria dos convites, porque não tinha mesmo clima para sair;
  • Andei superestimando o valor de algumas pessoas. E é como dizem por aí: “as únicas pessoas capazes de te trair são aquelas em quem você confia”. Paciência. Ninguém vai morrer por causa disso. Depois que eu aprendi a falar “entendi” e “acontece“, as coisas melhoraram muito para mim.

A gente aprende, a vida é uma escola, como diz o pagode do Alexandre Pires. E agora só me falta:

  • entrar para o BBB e provar para a minha mãe que eu não sou tão ruim assim;
  • sair de lá com um milhão e continuar trabalhando no hemocentro apenas por prazer (e montar um consultório popular, com atendimento de luxo, para atender de graça famílias carentes – também só por prazer);
  • (estou escrevendo aqui, agora é sério) sair do BBB com um milhão de reais na conta, direto para a Igreja, para casar. Isso mesmo: comprei um maridator na internet. Não é tabajara porque confio na qualidade do produto. 😉  Saiu caro e as parcelas do pagamento vão durar a vida toda – mas é um investimento… seguro? nem tanto, mas como sou uma investidora agressiva, a gente vê no que é que dá e reza pra dar certo.
  • Viajar, viajar e viajar. Tirar fotos em tudo quanto é lugar e viajar…

Enquanto isso, a gente sonha. Afinal, sonhar é a primeira de todas as coisas antes do plano se realizar.

Não ligue para o post nonsense. Acabei de voltar de um período crítico e diferentésimo da minha vida.Não espere linhas retas em um blog cuja característica principal são os loopings.

Em breve, textos do falecido blog Butterfly Wings, que mantive entre 2003 e 2007 – graças ao @emersonpardo, pude recuperar alguns arquivos para o meu (e o seu) deleite tardio.

3 pensamentos sobre “Conclusão do Projeto

  1. Jazz, de qualquer maneira…
    Fico feliz que você tenha voltado…

    E tenho certeza que você é forte o bastante para aguentar todos esses “loopings” da vida e eles são importantes… pois sem eles nunca iriamos comprovar quem realmente são nossos amigos…
    só lamento por estar tão longe de ti e o nosso contato ser apenas virtual! =(

    beijos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s