1° de Dezembro – Dia Mundial de Luta Contra a AIDS e o Preconceito

Já falei sobre preconceito algumas vezes aqui no blog. Aqui estão a primeira, a segunda a terceira vez.

Abordei também o preconceito contra os ecléticos – sofrido por gente que mal sabe o que é Ecletismo e sobre o direito que temos de ser bambu, de envergar, sem quebrar. Participando de todas as tribos, sem deixar de ser a gente mesmo…

Mas hoje é o dia de usar a fitinha vermelha, de lutar contra a AIDS e contra o preconceito aos soropositivos.

Eu, como médica, trabalhando num hemocentro, já tive experiências incríveis como “a portadora de más notícias”. Sim… quando fui escalada para entregar os resultados alterados das doações de sangue.

Para quem não sabe, na doação, são feitos exames para Sífilis, HIV, HTLV e Hepatites, a fim de impedir a possibilidade de transfundir o hemocomponente a uma pessoa doente. Já que são feitos, os resultados dos exames são disponibilizados ao doador, como cortesia.

Algumas vezes, o doador, sem saber, é portador de algum vírus ou anticorpo que o impede de doar novamente, mesmo tendo uma aparência saudável e na ausência de qualquer sintoma.

Sim, cada um de nós, um dia, poderá apresentar uma coisinha dessas nos nossos exames, mesmo não sentindo nada… mesmo levando uma vida muito saudável. Basta ser DESCUIDADO…

E naquele dia em que você estava num MEGA-amasso com seu amor… e achou que a camisinha iria atrapalhar o momento. Pá! Transaram sem camisinha. Você ficou tranquila, porque ele sempre foi fiel a você e você a ele, estão juntos há mais de um ano… enfim. Tudo nos conformes.

NOT

Ele esqueceu de te contar que antes de você, ele mantinha um relacionamento firme com a ex-mulher de um hemofílico, que recebia transfusões constantemente e acabou pegando HIV, numa dessas. Ela era fiel, mas não usava camisinha, e acabou soropositivando também. Depois manteve um relacionamento de dois anos com o rapaz ao qual você se expôs porque o amava e confiava. Eles não usavam camisinha, afinal, tinham um relacionamento fixo…

Já viu como acontece a cadeia de transmissão do HIV? Uma história puxa a outra e quando você vai ver, MUITA GENTE com aparência saudável, do NOSSO meio de convivência, com os quais transaríamos não só uma, mas várias, vezes, SÃO SOROPOSITIVOS.

Hoje em dia, acabou aquela história do aidético magricela, cheio de manchas no corpo. Nossos soropositivos convivem durante anos, podendo transmitir a vírus, sem manifestar os sintomas.

O HIV é uma doença crônica, tal qual hipertensão e diabetes. Não tem cura. É preciso tomar remédios para evitar as complicações e pode-se viver sendo portador (e transmissor) durante ANOS e viver bem!

Então, é preciso cuidar-se. O gatíssimo que está te dando bola, a gente não sabe com QUEM ele transou. E mesmo que não tenha transado, ninguém sabe se já recebeu transfusões ou se acidentou com material contaminado. Todos nós temos um passado entrelaçado com o passado de mais alguém.

A melhor maneira de se cuidar é EVITAR O COMPORTAMENTO DE RISCO. Usar camisinha SEMPRE – e se quiser fazer sem, vale a pena submeter o casal aos exames, antes de qualquer coisa.

E ao saber de alguém que se assume soropositivo, por favor, né? Vamos ser adultos e mostrar que sabemos como se transmite! Nada de afastar-se, demitir a pessoa… gente! Peloamor! A pessoa não vai passar o vírus se te beijar ou abraçar. E nem você sabe quantas pessoas você beijou que tinham o HIV, naquela micareta onde você ficou com vinte num só dia… Beijo, abraço, aperto de mão NÃO TRANSMITE AIDS.

Diga NÃO ao preconceito. E use camisinha SEMPRE!

6 pensamentos sobre “1° de Dezembro – Dia Mundial de Luta Contra a AIDS e o Preconceito

  1. Interessante, né?

    Os mesmos que beijam 20 ou 30 desconhecidos por noite de micareta serão os primeiros a isolar um amigo soropositivo, cuja mão não apertarão mais.

    Parodiando o ditado: seria cômico se não fosse triste.

  2. Quanto ao preconceito…é difícil não ter. Sou de 79, vivi uma época em que AIDS era um atestado de morte. Na minha casa quando um amigo da família que tinha AIDS pedia água, minha avó jogava o copo fora depois. Além disso, eu jamais namoraria alguém com AIDS pq sei que existem riscos o tempo todo. Às vezes mesmo usando camisinha.

  3. Como uma médica que trabalha num hemocentro pode falar em “distribuição” do vírus da AIDS a hemofílicos durante as transfusões? Alguém não está fazendo seu trabalho direito!!!

  4. Infelizmente, Sérgio, eu adoraria mentir dizendo que todos os hemocentros são perfeitos e evitam 100% – mas não é o que acontece. Se você visitasse o serviço de emocentro da sua cidade e investigasse a sorologia dos politrasnfundidos, perceberia que a MAIORIA deles é portador de Hepatite C que é facilmente trasnsmissível pelo sangue, uma vez que ele sobrevive até 72h fora do organismo humano. A triagem também não é perfeita, sendo que alguns dos doadores, mais interessados nos exames que em ajudar, MENTEM durante a entrevista e por estarem em janela imunológica, as solorogias não positivam.

    Se falo, sei do que estou falando. Criticar sem saber é muito fácil. Difícil é estar acompanhando tudo de perto e ter que, como única opção para ajudar, fazer campanha para que as pessoas se cuidem para não entrarem em comportamento de risco. Porque, hoje em dia, qualquer um de nós pode pegar essas doenças.

  5. Acho que aids nada mais é do que questão de escolha

    vc escolhe se quer ou não viver om essa doença tão terrivel….

  6. Claro que não! E os acidentes pérfuro-cortantes? E as crianças que já nascem com ela? Você acha que escolhem? No mais, quem somos nós para julgr os que já estão doentes? Somos perfeitos? Ou você nunca transou sem camisinha? Sério? E, mesmo que sempre tenha-se protegido, ela nunca estourou? E você sabe se seu parceiro é 100% fiel? Acho que está na hora de rever os seus conceitos. E PREconceitos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s