Um Desabafo sobre o Twitter Orkutizado

Não adianta, hoje em dia, o twitter virou uma ferramenta social. Mesmo sabendo que não foi feito pra isso.

O fato é que virou moda, fenômeno, e cada um usa como acha melhor.

Tem aqueles que usam para atingir “popularidade”. Seguem e indicam e só isso fazem. Outros (como eu, antigamente) usam como troca de informações, mas o que há agora é o modo “ferramenta de comunicação”.

Fuçando os novos usuários (os que entraram em 2009, durante a febre), pude concluir que, sim, o twitter se assemelha à (nem tão saudosa assim) era do mIRC, onde entrávamos em uma sala cheia de desconhecidos, começávamos a conversar e a fazer amigos.

O twitter não deixa de ser um monólogo comentado. Se ninguém falar com você (ou te seguir), você simplesmente não existe.

Antigamente, tínhamos a liberdade de seguir apenas quem tivesse algo informativo para oferecer. Meus primeiros “followings” foram grandes blogueiros dos quais sou fã e, lógico, eu queria crescer como eles.

Hoje em dia, tenho que seguir os amigos, por pura “etiqueta”. Cansei de ter problemas com “a mágoa do unfollow” – pessoas que ficam chateadas quando você deixa de segui-las. Então, sou obrigada a seguir gente que usa o twitter como ferramenta de chat, discussão e fofoca alheia.

O ideal, para que todos fossem felizes:

  • Um twitter para troca de informações;
  • Outro para autopromoções;
  • E outro para manter contatos – ferramenta de socialização.

Um saco isso, não?

Saudade do velho twitter de 2008…

Anúncios

13 pensamentos sobre “Um Desabafo sobre o Twitter Orkutizado

  1. Por falar nisso, vc ñ tá me seguindo mais né? Se vc ainda segue amigos “chatos” por etiqueta, isso significa que eu fiquei insuportável no twitter… Mas tá perdoada. Dessa vez passa. (brincadeira, ok? – eu encaro isso de modo bem natural, numa boa! 😀 )

    O Twitter é tão dinâmico que a cada dia as pessoas descobrem novas maneiras de usá-lo, novos sites que se integram a ele são criados, e de repente alguém que vc segue por amizade / etiqueta não para de disparar tweets chatos gerados por outros sites, e aquilo se torna um incômodo tão grande que não resta outra alternativa a não ser o “unfollow”.

    Seguir pessoas no Twitter que apresentam conteúdo interessante é tão fácil quanto assistir um programa legal na TV. Ser seguido por pessoas com tal conteúdo é privilégio de poucos, e se tivemos a sorte de ter a atenção no Twitter de alguém com bom conteúdo e pouco tempo, qualquer descuido de nossa parte em relação ao que postamos no Twitter significará a perda da atenção dessa pessoa (unfollow).

    Eu mesmo devo ter espantado alguns seguidores (inclusive a Jazz) com isso. Toda vez que entro no Youtube e voto em um vídeo ou add como favorito, é gerado um tweet informando quem me segue sobre isso. Reconheço que isso se torna chato demais pra quem está seguindo, principalmente quando a gente deixa de twitar sobre outras coisas mais legais e interessantes por falta de tempo. Estou pensando em desativar isso, mas agora tô com preguiça…

    Minhas sugestões pra usar o Twitter:

    – Dar unfollow em todo mundo que ñ te segue e ñ é interessante;

    – Criar uma lista particular com as pessoas que vale a pena seguir e ler apenas o conteúdo dela;

    – Pra quem quer manter seguidores relevantes: twitar pensando no que é interessante pra eles, sem deixar de ser você;

    – Pra quem quer twitar sobre coisas irrelevantes (chat, discussão, fofoca alheia, posts gerados em outros sites, etc): não dê importância se seus amigos não te seguem mais no Twitter, pq foi você quem espantou eles. Que tipo de pessoa faz seus amigos perderem tempo lendo inutilidades e baboseiras?

    Isso é questão de (i)maturidade emocional: a “mágoa do unfollow” acontece porque a maioria dos que ainda não tem maturidade pra postar coisas relevantes e interessantes também não tem maturidade pra aceitar um unfollow numa boa. Isso se agravou quando as pessoas sem nenhum conteúdo relevante e com grande vontade de aparecer descobriram o Twitter. Mas a gente aprende a se adaptar a isso.

    Por último, aproveite as coisas que te chateiam pra amadurecer. Um ditado (de gosto desconhecido e cheiro horrível) diz que “A arte da diplomacia é resumida em mandar alguém à M-E-R-D-A de tal maneira que a pessoa fica ansiosa pra começar a viagem”. Não precisamos ser tão radicais, mas podemos aprender a reclamar de tal maneira que as pessoas valorizem nossa amizade, mostrar aos outros onde termina o espaço deles e começa o nosso e eles realmente entendam que isso e bom pra todo mundo, etc. #prontofalei

  2. Olha.. concordo plenamente com você. Minha opinião e frustação a respeito da “orkutização” do twitter é a mesma.

    Quando entrei, logo no começo da ferramenta, seguia poucas pessoas mas que eram interessantes para mim. Depois, com o tempo eu também fui sendo “obrigado” a seguir outras pessoas nem tão interessantes assim…
    Hoje, minha timeline só tem besteira e tweets de quem não tem o que fazer o dia todo… Capaz de eu criar outro pra poder seguir somente os primeiros que eu tinha adicionado… Ou não! =P

    Valeu Jazz, gosto muito do blog
    Sucesso! 😉

  3. Minha regra é simples, eu sou assim na vida diaria.

    – Se eu não quero falar com você, não falo, nem se você estiver na minha sala, na minha cozinha, no meu quintal, imagine no cotidiano… e os que me excluiram e bloqueiram no MSN, eu fui lá pergutar porque? O que aconteceu? Não, então não perguntem os meus porques e os meus ques… eu os tenho também.

  4. É realmente o twitter anda um pouco esquisito ultimante, apesar de eu ter completado um ano e meio de uso, comecei a seguir blogueiros e perfis famosos e poucos meses, antes era algo para mim fundamentalmente fechado para troca de informações referêntes a tecnologia e administração, fiquei parado nesse nicho por um bom tempo. Agora que estou seguindo os chamado “referenciais” fico chocado com a quantidade de insultos e assuntos sobre vida alheias, as vezes eu sinto como se tudo isso tivesse virado uma maloca onde todo mundo grita e ninguém entende nada.

    Mais as pessoas acabam se cansando e evoluindo… Assim espero..

  5. Pingback: uberVU - social comments

  6. Nunca fiscalizei meus seguidores no Twitter, para saber se quem eu sigo me segue ou vice-versa.

    É preciso entender que o Twitter não é rede social, como o Orkut, Facebook e mais mil cópias! Tanto é assim que o Twitter não exige reciprocidade, como são os Orkuts, MSNs e afins.

    Se eu estou no seu MSN, você está no meu. Idem pro Skype, pro Orkut, pro Facebook, etc. No Twitter seguimos pessoas para nos informar, para ler o que elas escrevem. Se sou analista político, vou seguir o @Lula, o @Dilma, o @Serra, o @Aecio etc. Se sou comentarista de futebol, seguirei @vasco @flamengo @sao_paulo, @palmeiras etc.

    Qual a utilidade de que eles me sigam? Assisto Jornal Nacional e ele não me assiste, leio Veja e ela não me lê, escuto Jovem Pan e ela não me escuta… Nem por isso eu morro.

    Tenho amigos ótimos pra ir para um show ou à praia e adoro a companhia deles, mas não são capazes de articular 5 idéias interessantes por dia. Pra que segui-los? para encher minha timeline? Sua companhia me acrescenta muito, suas idéias quase nada. E no Twitter são as idéias que importam!

    Tenho amigos que não me seguem. Tenho amigos que não sigo. E, principalmente, sigo um monte de gente que nem sei quem é. Sigo uma cantora porque participo de uma promoção e sigo uma revenda de carros só porque haveria o sorteio de um som automotivo. Que aliás, já passou, não ganhei e vou dar unfollow ainda hoje.

    E sigo meus inimigos, meus desafetos, meus adversários, pra saber o que pensam. Uso o Twitter pra me informar, com o mesmo espírito de ler jornais, ver Tv ou visitar um blog. Claro que pessoas com idéias semelhantes convergem e por vezes se seguem mutuamente. Mas isso não é a regra.

    Uma vez tentei enviar uma DM para uma grande amiga (adivinha quem) e, por erro do Twitter, deu erro, como se ela não me seguisse. Parecia que o mundo havia acabado. Ou, no mínimo, que haviam apertado a tecla [PAUSE] do tempo. Liguei ou mandei email perguntando…

    Depois me senti patético. A vida é mais do que o Twitter. E, PRINCIPALMENTE, nossa amizade é mais que bits e bytes.

    Claro que se um grande amigo me der unfollow vou me preocupar. Vou tentar ver o que foi que escrevi que ela não gostou, em um processo de autocrítica. Mas não vou me chatear com ela, como se ela não tivesse o direito de parar de me seguir.

    É bem diferente do caso em que um amigo deixa de seguir no Twitter, bloqueia no MSN, não responde os emails, não atende os telefonemas e não cumprimenta na rua quando encontra.

    Porque a vida é mais que Twitter.

  7. Ai, que agora ficou dificil de comentar… outro dia divago melhor sobre esse assunto polemico. Bjks.

  8. Eu comecei a utilizar o twitter ano passado , para saber de forma mais simples , locais de shows, datas, etc. E acho que o twitter esta sendo usado como uma especie de fake agora.

  9. Adorei o post!
    tudo que até hoje virou moda eu enjoei… as pessoas só fazem para poder fofocar dos outros… ontem foi o orkut ( que pra mim virou um lixo), hoje o twitter e amanhã?! qual vai ser a nova modinha? AFF ¬¬’

  10. O Twitter é uma ferramenta que pra mim é como um canivete suiço: tem várias funções. Tem momentos que só quero ver o que está rolando, em outros quero usar pra passar informações e em outros quero usar como batepapo. Tem pessoas que não quero colocar no meu msn só porque discutir *um* assunto com essa pessoa foi interessante, aliás. muitas vezes nem quero seguir essa pessoa. Tem hora que o papo brota do nada e desaparece também sem maiores perturbações.

    Outra coisa que acho engraçada é esse conceito de “orkutização”. Os caras que criaram o Twitter querem é que *muita* gente use. Querem que seja uma ferramenta para as massas. Quem a gente segue é que faz diferença, quem a gente tem como contatos no orkut ou no facebook ou na vida real é que faz diferença. Ninguém sai dizendo: putz, minha vida pessoal orkutizou. 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s