Como se Apaixonar Hoje em Dia

Lamento muito informar, mas hoje em dia – pelo menos no ambiente em que vivo – está cada vez mais difícil apaixonar-se.

Não sei se a cultura dos relacionamentos realmente está diferente (ou se foi sempre assim e só agora percebi), nem se foi apenas o meu olhar que mudou. Na verdade, este texto está repleto de hipóteses porque sou de opinar e não de postular. Enfim!

Talvez a sociedade sofra de um trauma sentimental coletivo e as emoções estejam um tanto embotadas. O que tenho percebido é que as pessoas, hoje, encontram motivos para interessar-se, seja ele qual for.

Gosto dele por que é lindo, bom profissional, é honesto e blablablá. Não tem aquele não-sei-o-quê que vem não-sei-por-onde e que sai em forma de gagueira ou brilho no olhar. A sociedade parece não valorizar mais o sentimento, a intuição. Está cheia de interesses a serem preenchidos: quero um namorado que possa me acompanhar, apresentar pra mãe, casar, ter filhos e quem sabe, pagar as minhas contas algum dia.

Enquanto ela dança, ao invés de sentir o toque, o cheiro, a respiração do parceiro, já fica imaginando: “será que ele vai me beijar? Ou eu tomo a iniciativa? Será que eu chego mais perto, encosto a cabeça no ombro?“. A pessoa não relaxa e quer que alguma coisa aconteça. E nem aproveita aquele momento ali, juntinhos, embalados na mesma música, no mesmo ritmo, na mesma situação. E chega em casa frustrada porque o que esperava não aconteceu.

Cara, isso, pra mim – quando a fim de alguém – já é uma vitória! Pouco me importa se depois ele vai dançar com outra, ou vai me chamar pra sair outro dia. Aquele momento ali já foi especial o bastante para eu chegar em casa e dormir sorrindo (não parece, mas sou dessas).

O que vemos é justamente a inversão do que seria o ideal para mim. Os fins mais valorizados que o meio. Não adiantaria nada para ela, dançar, rir junto, divertir-se, já que ele não a deixou em casa nem a beijou no final da noite. Será que não seria diferente se ela tivesse se entregado ao momento, curtido todos os olhares e sorrisos cúmplices que rolaram durante uma conversa entre os amigos? A mão na mão entre as danças, o leve perfume que saía do pescoço dele, as gentilezas seguidas, o cuidado dele ao dirigir prudentemente e até a preocupação sobre usar o cinto de segurança… nada disso teve peso?

Nesses casos, eu costumo agir diferente e permito-me apaixonar. Não pela pessoa, pela eternidade ou pela vontade de apresentá-lo para a mãe. Posso me apaixonar por um dia, curtir o cheiro, o gosto, o toque, o tremor das minhas mãos sob as dele, nossos passos sincronizados entre aquelas músicas, os olhares cruzados que ninguém percebia… não me importaria se depois ele sumisse e eu não lembrasse do rosto dele. O fundamental seria permitir-se apaixonar pelo momento. Aproveitar cada segundo como se fosse o último…

É mais gostoso, mais seguro e bem menos decepcionante quando não esperamos uma reação por detrás de cada ação nossa. Deixar fluir é bom.

Assim, você se sente livre, como alguém que flutua num rio tranquilo. Ele te embala e só vai conseguir isso se estiver leve, relaxada. Já reparou que quando agimos nessas águas, a tendência é afundar? Talvez seja esse o segredo dos budas: confiar no rio, deixar-se levar. E confiar naquilo que – não sabemos, mas – está prestes a acontecer.

Anúncios

Um pensamento sobre “Como se Apaixonar Hoje em Dia

  1. Muito bom…. Eu cobro muito a minhaq namorada, que ter mais afinidade com ella. Mais eu tenho q amala do jeito que ella é. E aproveitar o maximo o tempo que estou com ella, sem esperar uma reação que no fundo eu sei que ella naum vai fazer.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s