O poder do “e…?”

Para Anavu

Outro dia estava conversando com minha grande amiga-irmã Kátia, meio reclamando de um monte de coisas juntas (recomendo fazer isso só para amigos íntimos e fora das redes sociais) quando ela usou, meio que sem perceber, o poder do “e…?” comigo.

Eu falava uma coisa e ela respondia: “e…?”. Daí eu desenvolvia e ela “e…?”. quando percebi que eu estava fazendo papel de ridícula. E começamos a dar risadas juntas.

O poder do “e…?” é muito bom para usar quando não se quer discutir. Tipo, a pessoa está em uma vibe negativa, meio puta, reclamando e você simplesmente:

  • não quer discutir;
  • não tem como ajudar;

Só é arriscado usar com quem não lhe conhece direito. Se a pessoa já está negativa assim, para reclamar até com pessoas distantes, muito provável que ela venha a ficar realmente aborrecida com você.

O lado bom é que depois ela pode se tocar que era só uma brincadeira. Ou não! Mas aí, nem você vai querer curtir a negatividade junto com a pessoa, né?

Pode parecer uma dica ridícula (e realmente é, mas a graça está bem aí). Agora sou uma usuária insuportável do poder do “e…?”. Espero que ele me gere muitas gargalhadas ainda e muitos abraços de paz.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s