Deixar Fluir: A Felicidade Versus Convenções

Você chegou aos trinta anos, sem filhos, sem marido, nem namorado você tem. A sociedade começa a apontar fazendo perguntas e fofocando pro trás “coitadinha”. Para a medicina, você já é uma primigesta idosa. Para alguns homens, você está desesperada atrás de um casamento ou mesmo de um pai para o seu filho.

E o que importa o que dizem sobre você? As pessoas estão mais preocupadas se você seguiu as convenções impostas do que com a sua felicidade. E digo mais… quem está muito preocupado com sua vida, talvez não perceba que a sua própria, mesmo com casamento e filhos, não está tão legal assim.

Minha mãe simplesmente não aceita que, se depender de mim, não serei uma “mulher casada”. Adoro festas de casamento, toda aquela esperança do “felizes para sempre”, mas hoje sei que nem tudo são flores. A grande maioria das minhas amigas vive reclamando da vida de casada e do marido. E essa propaganda não é nada sedutora, principalmente se você vem de uma família em que quase nenhum casamento deu certo.

Vejo algumas mulheres de trinta tão desesperadas em ter alguém que, já sofrem ANTES do possível relacionamento começar (até eu já fui dessas).

Até que você faz terapia e percebe que não está vivendo para si e sim, para os outros. Para dar uma satisfação à sociedade. Para ter uma aliança no dedo e pagar menos no seguro do carro.

É claro que eu já estou cansada de ser solteira-sozinha. O que eu queria mesmo era um eterno namorado. Mas um namorado daqueles bons, que me respeita e me aceita como eu sou e seja digno o suficiente do meu amor para que eu também lhe respeite e aceite como é. Mas assinar papel, morar junto, ainda me assusta muito.

Parêntese necessário: não estou dizendo que é errado casar, ou que sou contra qualquer tipo de casamento, estou apenas revelando que essa realidade não pertence a mim, pelo menos, por agora.

Resolvi adotar a filosofia zen do deixar fluir. Viver a vida, estar atenta para reconhecer as oportunidades e aceitar o que vier. Sou humana e adaptável, flexível à mudanças, envergo, mas não quebro.

Viver assim me poupa de tantos estresses e decepções! Sem muitos quereres, sem tantas ambições. Acho que hoje, levo a vida que sempre quis, com um bom emprego, renda estável, saúde, horas de lazer indispensáveis, meus estudos.

E acho que estou bem preparada para o que acontecer. O destino é muito mais criativo do que meus planos e tenho tido a sorte de ele ser benevolente comigo. Essa é a fé que tanta gente busca na Igreja e que eu encontrei fora dela, nos meus livros e dentro de mim.

Surpresas bem legais aconteceram e sei que ainda há muitas por vir. Então, amigo leitor, fique tranquilo mesmo se você não está dentro dos padrões. Quem vive disso está sempre insatisfeito com sua vida e vai querer passar essa insatisfação para você também.

Ontem, conversando sobre relacionamentos, ouvi um “é por isso que você está solteira” e senti um grande alívio por não me importar tanto com isso, como algumas pessoas que eu conheço.

Por que o homem pode ser solteiro convicto (como George Clooney) e a mulher PRECISA estar sempre com alguém para ser validada?

Não que eu seja uma solteira convicta, embora pareça. Mas prefiro SEMPRE estar sozinha do que entrar numa relação que não me fará feliz.

Advertisements

2 pensamentos sobre “Deixar Fluir: A Felicidade Versus Convenções

  1. Ando lutando pra ser mais zen! A verdade é que concordo com você e, obviamente, me vi claramente no texto.
    Antes só que em uma relação que me traga dor e tristeza, só para agradar ao mundo.
    Deixemos a vida fluir!
    Adorei! =)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s