Deixar o Outro Livre (Até Para Não Te Amar)

Trecho do Global Sartsang 29.09.13

… nesta escola dos relacionamentos, a última prova é deixar o outro livre, inclusive para não te amar. Eu sei que essa frase é até poética, (risos), eu reconheço: deixar o outro livre até para não me amar… mas viver isso, meu amigo, tem que ter caminhado muito aqui nesse mundo.

Você tem que ter aprendido a lidar com a frustração.

Então, quando você chega nesse estágio de deixar o outro livre inclusive para não te amar, você está livre também.

(…)

O que mantém eros vivo é a aventura da revelação. Você quer descobrir o outro, desvendar o outro e quer desvendar a si mesmo através do outro.

Isso que estimula eros, que é esse aspecto da consciência que se move para a fusão. Sem eros, por que você está se relacionando com o outro? Eros é o que diferencia a amizade de outro tipo de relação.

O casamento da nova era que eu tenho propagado, é um relacionamento transparente, sem segredos, sem mentiras, onde existe esta abertura para a verdade. Isso possibilita que sexo, eros e amor, estejam juntos; é o que pode proporcionar uma nova ressignificação da família, porque os filhos nascerão do amor, e assim ressignificamos a sociedade. Isso é muito importante.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s